Adão

O primeiro registro de comunicação entre o Criador e aqueles que Ele criou à sua imagem acha-se em Génesis 1.28: “E Deus os abençoou e Deus lhes disse: Frutificai, e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra”. Foi Deus quem tomou a iniciativa, dirigindo a palavra à humanidade, estabelecendo assim um princípio fundamental: ouvir a Palavra de Deus (tomar conhecimento de sua vontade) é pelo menos tão importante quanto dirigirmos a Ele nossas preocupações — e talvez implique em maior consequência.
            Embora o termo “oração” não seja usado na narrativa de Adão e  Eva, a comunicação entre Deus e estas duas pessoas, criadas à sua imagem, é clara e evidente. Devemos observar  ainda  que  estes primeiros seres humanos se comunicaram  não  somente  com  Deus, mas também com o anjo caído, Satanás (cf. Gn 3-2-5; Ap 12.9; 20.2). Tanto Deus quanto Satanás dirigem palavras aos seres humanos; devemos aprender a discernir entre os dois. A oração eficaz está alicerçada sobre aquilo que Deus diz, sua Palavra, mas pode ser impedida  se  escutarmos  o  que  Satanás  tem  a dizer.
            Quando ouvem Satanás, as pessoas lançam uma barreira de comunicação entre elas e o Deus que  deseja  abençoá-las.  Embora Deus andasse com Adão e Eva  —  Ele  “passeava  no  jardim  pela viração do dia” (Gn 3-8) — , eles não puderam tolerar  uma  comunhão tão íntima após a queda  no  pecado.  Suas  consciências  os levaram  a  uma  tentativa  inútil  de  esconder-se.
            A brecha entre Deus e os pecadores não terá remédio  enquanto eles, por sua própria confissão, não  possibilitarem  a  abertura  da  porta  da  misericórdia:  “[Adão]  disse:  Ouvi a  tua  voz  soar no  jardim, e temi,  porque estava  nu,  e  escondi-me.  E fez o  Senhor Deus  a Adão e  a  sua  mulher  túnicas  de  peles  e  os  vestiu” (Gn 3-10,21).


Extraído do livro Teologia bíblica da oração.

Robert L. Brandt e Zenas J. Bicket
Todos os direitos reservados. Copyright © 2007 para a língua portuguesa da Casa
Publicadora das Assembléias de Deus. Aprovado pelo Conselho de Doutrina.
Título do original em inglês: The Spirit Help Us Pray
Logion Press, Springfield, Missouri
Primeira edição em inglês: 1993
Tradução: João Marques Bentes
Revisão: Gleyce Duque
Editoração: Flamir Ambrósio

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A MORTE

A CIDADE DE JERUSALÉM

Sexta - 2 Co 5.10 – LBM – O Tribunal de Cristo.

Sábado - Ap 22.20 – LBM –Jesus em breve virá.

Terça - Is 65.20-22LBA A longevidade humana, característica do Reino Milenar de Cristo.

Quinta - Mt 25.46LBA Há na eternidade um lugar para os justos e outro para os injustos.

Segunda - At 24.15 ®LBA¬ Todos os mortos serão ressuscitados.

Quinta - Ml 2.2 – LBJ – Bênçãos amaldiçoadas.

Quarta - Jd 14–LBM– A vinda de Jesus em glória.

O TEMPLO DE SALOMÃO