Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2017

Sábado- Fl 4.11 – LBJ – Contente e sem ansiedade em toda e qualquer situação.

Não estou dizendo isso porque esteja necessitado, pois aprendi a adaptar-me a toda e qualquer circunstância.

Neste domingo estaremos estudando na E.B.D  sobre A Identidade do Espírito Santo.  Os versículos aqui comentado são retirado do livro comentário bíblico  aplicação pessoal, aprovado pelo conselho de doutrinas das Assembleias de Deus.
4.11 Neste ponto, Paulo esforçou-se para se certificar de que as suas palavras não fossem mal compreendidas. O fato de os filipenses não terem enviado a sua ajuda mais cedo não significava que Paulo estivesse desapontado com eles, ou que tenha sido colocado em uma situação desesperadora naquele momento.          Antes, ele tinha aprendido um importante segredo para a vida cristã - que ele poderia se contentar com o que tinha, fosse muito ou pouco. Paulo tinha aprendido isto — tal contentamento não é uma resposta humana natural. Paulo explicou que a sua suficiência  estava somente em Cristo, que provê a força para que enfrentemos todas as circunstância…

Sexta - Sl 40.1 – LBJ – Esperar com paciência.

Esperei com paciência no SENHOR, e ele se inclinou para mim, e ouviu o meu clamor.
Neste domingo na classe dos Jovens estaremos estudando sobre, Ansiedade, a antecipação do tempo.

Veja no livro comentário de Beacon,  a respeito deste versículo “A primeira seção do salmo é um cântico de louvor a Deus pela oração respondida. Davi recorda a sua espera paciente no Senhor (1) e pela resposta de Deus. O ato salvador do Senhor tirou o salmista de um lago (poço) horrível.


Sábado - Jo 16.13 – LBA – O Espírito Santo é o Consolador.

Mas, quando vier aquele Espírito da verdade, ele vos guiará em toda a verdade, porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido e vos anunciará o que há de vir.
Neste domingo estaremos estudando na E.B.D  sobre A Identidade do Espírito Santo.  Os versículos aqui comentado são retirado do livro comentário bíblico  aplicação pessoal, aprovado pelo conselho de doutrinas das Assembleias de Deus.
16.13 O papel fundamental do Espírito da verdade é guiar os crentes em toda a verdade. Com verdade Jesus se referia à verdade sobre a sua identidade, a verdade das suas palavras e a verdade sobre tudo o que iria acontecer com Ele. Com o tempo, eles iriam compreender completamente que Ele era o Filho, vindo do Pai, enviado para salvar as pessoas dos pecados que praticavam. Mas somente depois da ocorrência destes eventos, e somente por meio da orientação do Espírito Santo, os discípulos seriam capazes de entender. O Espírito Santo é a orientação verdadeira para todos os crentes; a sua tare…

Sexta - 2 Pe 1.21 – LBA – O Espírito Santo falou por meio dos profetas e apóstolos.

porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo.
Neste domingo estaremos estudando na E.B.D  sobre A Identidade do Espírito Santo.  Os versículos aqui comentado são retirado do livro comentário bíblico  aplicação pessoal, aprovado pelo conselho de doutrinas das Assembleias de Deus.

1.20,21 Pedro aqui escreveu sobre a revelação, a fonte de todas as Escrituras. A crença de alguém na revelação é fundamental para a fé. Os cristãos devem ser capazes de descansar na infalibilidade das Escrituras, caso contrário a sua fé não terá nenhum valor. Esta é a razão para as palavras de Pedro: A profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum. Talvez os falsos doutores estivessem negando as Escrituras ao negar a sua origem divina, dizendo que estas palavras eram meramente a interpretação dos escritores, e não a Palavra de Deus. As Escrituras (em especial, as profecias do Antigo Testamento) não se originaram do…

Quinta - Tt 3.5 – LBA -- O Espírito Santo regenera.

não pelas obras de justiça que houvéssemos feito, mas, segundo a sua misericórdia, nos salvou pela lavagem da regeneração e da renovação do Espírito Santo,
Neste domingo estaremos estudando na E.B.D  sobre A Identidade do Espírito Santo.  Os versículos aqui comentado são retirado do livro comentário bíblico  aplicação pessoal, aprovado pelo conselho de doutrinas das Assembleias de Deus.
3.4-6 Felizmente para nós. Deus interveio. A benignidade e caridade (ou amor) de Deus vieram a nós na forma humana de Jesus Cristo. Com a sua morte, Ele nos salvou do nosso merecido castigo por desobedecermos a Deus. Ele ofereceu esta salvação unicamente por causa da sua misericórdia, e não por algum mérito nosso por termos feito boas obras. Paulo resumiu o que Deus faz por nós quando nos salva. Deus lavou os nossos pecados. Segundo a explicação que Paulo fornece, quando os crentes recebem esta lavagem da regeneração, todos os pecados, e não apenas alguns, são lavados e desaparecem. Nós ganhamos uma renovaç…

Quinta - Rm 4.18,19 – LBJ - Fé e esperança

O qual, em esperança, creu contra a esperança que seria feito pai de muitas nações, conforme o que lhe fora dito: Assim será a tua descendência.    E não enfraqueceu na fé, nem atentou para o seu próprio corpo já amortecido (pois era já de quase cem anos), nem tampouco para o amortecimento do ventre de Sara.
Neste domingo estaremos estudando na E.B.D na classe de Jovens sobre Ansiedade, aantecipação do tempo.  Os versículos aqui comentado são retirado do livro comentário bíblico  aplicação pessoal, aprovado pelo conselho de doutrinas das Assembleias de Deus.
4.18,19 Abraão creu na promessa de Deus de que ele seria feito pai de muitas nações. Ele creu na promessa contra todas as expectativas; ou seja, além de qualquer expectativa natural possível, pois era já de quase cem anos e sua mulher. Sara, tinha passado da idade fértil e nunca tinha sido capaz de gerar filhos. Ainda assim, Abraão percebeu que a capacidade de Deus de cumprir suas promessas sobrepujava as circunstâncias. Assim, ele …

EBD videos deste domingo 30/07/2017

Imagem
Lição 05 - Lições Bíblicas Adultos - 3º Trim./2017.

Lição 05 - Lições Bíblicas Jovens - 3º Trim/2017.

Comunicação

Embora as palavras “comunicar” e “comunicação” não sejam usadas nas Escrituras para descrever a oração, a idéia é inerente. A oração pressupõe alguma forma de comunicação, seja esta unilateral ou recíproca.          Por um lado, a oração é uma transmissão de informações, públicas ou privadas, dos seres humanos para Deus. Nesta acepção, é praticamente um monólogo, cuja iniciativa é nitidamente humana. Note, por exemplo, o trecho de Daniel 9-3-6:          E eu dirigi o meu rosto ao Senhor Deus, para o buscar com oração, e rogos, e jejum, e saco, e cinza. E orei ao Senhor, meu Deus, e confessei, e disse: Ah! Senhor! Deus grande e tremendo, que guardas o concerto e a misericórdia para com os que te amam e guardam os teus mandamentos; pecamos e cometemos iniquidade, e procedemos impiamente, e fomos rebeldes, apartando-nos dos teus mandamentos e dos teus juízos; e não demos ouvidos aos teus servos, os profetas, que em teu nome falaram aos nossos reis, nossos príncipes e nossos pais, como també…

Adoração

A palavra “adoração” engloba um conceito vital no que se refere a oração. A ela estão associados termos como “reverencia”, “temor do Senhor” e “veneração”. A adoração é uma demonstração de grande amor, devoção e respeito. Para o cristão, implica em prestar homenagem a Deus. A adoração estabelece o tom para a vida de oração de alguém. Faz aquele que esta orando fixar o pensamento na pessoa a quem se dirige (no caso, a divindade) e considerar os seus atributos e interesses.          Como um crente desejoso de uma vida de oração mais rica começa a adorar a Deus? Um bom começo pode ser listar os atributos de Deus. O crente recém-convertido talvez tenha de passar algum tempo estudando esses atributos, ponderando o que realmente significa ser intimo de um Deus Todo-poderoso (onipotente), que sabe tudo (onisciente) e está sempre presente (onipresente). O livro de Salmos esta repleto de declarações sobre a natureza de Deus. Deveria ser lido como uma afirmação pessoal da eterna gloria de Deus e …

Teologia Bíblica da Oração

■ A oração e a expressão mais intima da vida cristã, o ponto alto de toda experiência religiosa genuinamente espiritual. Por que, então, permanece tão negligenciada (para não dizer ignorada)?          Vivemos numa época em que os indivíduos evitam a intimidade e os relacionamentos pessoais. O receio de expor seus sentimentos e desenvolver amizades profundas afeta tanto as relações espirituais como as sociais, erguendo barreiras dentro da própria familia e dividindo comunidades. Inconscientes de que esse modismo entrou na igreja e por ele influenciados, alguns cristãos sentem-se nada confortáveis quando se chegam próximos demais a Deus. O resultado imediato é a falta de oração — não querem intimidade! Além disso, também estamos muito ocupados. Vivemos para realizar, e não para ser. Admiramos a vida ativa mais do que o caráter e os relacionamentos. O sucesso é medido por nossas realizações; portanto, corremos, corremos, corremos — tentando fazer tudo quanto podemos em nossas horas ativas.…

Quarta- Fl 4.6 – LBJ - Ansiedade jamais.

Não andeis ansiosos por coisa alguma; antes em tudo sejam os vossos pedidos conhecidos diante de Deus pela oração e súplica com ações de graças;

Neste domingo estaremos estudando na E.B.D classe dos jovens , sobre Ansiedade, a antecipação do tempo.  Os versículos aqui comentado são retirado do livro comentário bíblico  aplicação pessoal, aprovado pelo conselho de doutrinas das Assembleias de Deus.
4.6 Atitudes de alegria e bondade, combinadas com uma constante vigilância relacionada à volta de Cristo, devem afastar qualquer inquietação. Os crentes não devem colocar de lado as responsabilidades da vida, de forma a não se preocuparem com elas; Paulo estava enfocando as atitudes dos crentes na vida cotidiana e ao enfrentarem oposições e perseguições. Os crentes devem ser responsáveis por suas necessidades, por suas famílias, por cuidar dos outros e se interessar por estes, mas não devem se preocupar (Mt 6.25-34).          Preocupar-se é ruim, porque é uma forma sutil de não confiar em Deus. Qu…

Quarta - Jo 16.8 –LBA- O Espírito Santo convence do pecado, da justiça e do juízo

E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça, e do juízo:
Neste domingo estaremos estudando na E.B.D  sobre A Identidade doEspírito Santo.  Os versículos aqui comentado são retirado do livro comentário bíblico  aplicação pessoal, aprovado pelo conselho de doutrinas das Assembleias de Deus.
16.8-11 Convencer quer dizer “expor os fatos, convencer alguém da verdade, acusar, refutar ou interrogar uma testemunha”. O pecado do mundo é a falta de fé em Jesus. O maior pecado é a recusa em crer em Jesus (3.18). Aqueles que rejeitam a Jesus estão correndo o risco da separação eterna de Deus.          A justiça está disponível às pessoas porque Jesus foi para o Pai. A função do Espírito será mostrar a todas as pessoas que somente Cristo fornece o padrão da justiça de Deus. O Espírito Santo deve fazer os incrédulos reconhecerem o padrão perfeito de Deus antes de admitir a sua própria deficiência. Isto também pode significar que o Espírito irá mostrar ao mundo a inutilidade do fanati…

Terça - 2 Co 3.17 – LBA. O Espírito Santo é Senhor

Ora, o Senhor é Espírito; e onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade.
Neste domingo estaremos estudando na E.B.D  sobre A Identidade doEspírito Santo.  Os versículos aqui comentado são retirado do livro comentário bíblico  aplicação pessoal, aprovado pelo conselho de doutrinas das Assembleias de Deus.
A GLÓRIA DO NOVO CONCERTO / 3.7-18 Paulo lembrou as tábuas de pedra nas quais Deus tinha escrito o antigo concerto. Ele identificava a lei, embora mortal, como sendo, apesar disto, gloriosa, porque ela é a provisão de Deus e a prova da sua intervenção na vida do seu povo. Mas aquilo que está resumido em pedra nem de longe pode vir a ser tão glorioso como o que ainda está por vir. O Espírito cria uma nova vida em nós. Ele é o Espírito Santo que estava presente na criação do mundo como um dos agentes da origem da própria vida (Gn 1.2). Ele é o poder que está operando no novo nascimento de cada cristão e aquele que nos ajuda a viver uma vida cristã autêntica.
3.17,18 A seguir, Paulo apre…

Terça - At 16.25 . LBJ. Controlando a ansiedade diante da tribulação.

Perto da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam hinos a Deus, e os outros presos os escutavam.

16.25 Que incrível deve ter sido esta cena! Paulo e Silas mal tinham chegado à sua primeira parada naquela que prometia ser um a campanha de evangelização da Macedônia, tremendamente eficaz — D eu s os tinha chamado ali verbalmente (1 6 .9 ,1 0 ). Dentro de pouco tempo, entretanto, eles seriam vítimas de acusações falsas e preconceituosas, trancafiados nas profundezas de uma prisão romana, presos ao tronco! E o que eles fizeram? Se lamentaram? Ou se queixaram ? Culparam a Deus? Desistiram ? Não , a sua permanência na prisão foi m arcada por som ente duas atividades: orar e cantar hinos a Deus. Os outros presos escutavamPaulo e Silas cantando e orando. A palavra grega que significa “escutar” (epekroonto) é uma palavra forte que implica que os prisioneiros estavam ouvindo atentam ente. Este é um lembrete a todos os crentes, de que o mundo está observando enquanto eles sofrem . A s “resposta…

Segunda- Pv 12.25 . LBJ. A solicitude no coração abate o homem .

Pv 12.25  A solicitude no coração do homem o abate, mas uma boa palavra o alegra.

V. 25. A preocupação, o medo e a tristeza  tiram o vigor dos homens acerca do que devem fazer, ou a coragem quanto ao que devem suportar. Uma porção da Palavra de Deus, aplicada por fé, alegra o coração.

Segunda - LBA. Mt 28.19- O Espírito Santo é Deus.

Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;
Neste domingo estaremos estudando na E.B.D  sobre A Identidade do Espírito Santo.  Os versículos aqui comentado são retirado do livro comentário bíblico  aplicação pessoal, aprovado pelo conselho de doutrinas das Assembleias de Deus.
28.18-20 Quando alguém está morrendo ou nos deixando, nós prestamos atenção às suas últimas palavras. Jesus deixou os discípulos com algumas últimas palavras de instrução. Deus deu a Jesus todo o poder sobre o céu e a terra. Com base neste poder, Jesus disse aos seus discípulos ide e fazei discípulos (versão RA), pregando, batizando e ensinando. “Fazer discípulos” significa educar novos crentes sobre como seguir a Jesus, submeter-se à soberania de Jesus e assumir a sua missão de serviço misericordioso. Batizar é importante porque une o crente a Jesus Cristo em sua morte para o pecado, e em sua ressurreição para uma nova vida. O batismo simboliza a submissão…

“ SUBSIDIO TEOLÓGICO LIÇÃO 05 Adulto 3º Trim 2017” - Sobre o Espirito Santo

Imagem
O Antigo Testamento manifestou claramente o Pai e, obscuramente, o Filho. O Novo manifestou o Filho e, obscuramente, indicou a divindade do Espírito Santo. Hoje, o Espírito habita entre nós e se dá mais claramente a conhecer” (Gregório de Nazianzo). Embora o Credo Niceno termine com as seguintes palavras: “Cremos também em um só Espírito Santo”, não há informações sobre a identidade do Espírito Santo. Segundo Gregório de Nazianzo, a revelação das três Pessoas da Trindade foi gradual. Uma vez definida a cristologia em Niceia, faltava agora definir a doutrina da terceira Pessoa da Trindade. Esse tema só foi concluído depois da segunda metade do século IV.
            Segundo Stanley M. Horton, a doutrina do Espírito Santo nunca havia recebido um tratamento justo nos tratados de teologia antes do Avivamento da Rua Azusa: “Os antigos compêndios de teologia sistemática, em sua maioria, não possuem nenhum capítulo sobre pneumatologia” (HORTON, 2001, p. 9). Eruditos, durante e depois do Avivam…