Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2016

Subsídio Lição 4 - 2º trimestre 2016 / A Graça e o Problema da Culpa

Imagem
Assuntos relacionados. üUm Olhar em duas Direções üTemos Paz! üA Porta da Graça! üNinguém nunca Fez isso! üA Culpa não Foi só de Adão üEvitando os Extremos
üO segundo Adão
Romanos 5.1-4 Sendo, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus por nosso Senhor Jesus Cristo; pelo qual também temos entrada pela fé a esta graça, na qual estamos firmes; e nos gloriamos na esperança da glória de Deus. E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações, sabendo que a tribulação produz a paciência; e a paciência, a experiência; e a experiência, a esperança.
Um Olhar em duas Direções “Sendo, pois, justificados pela fé... ” (5.1a). Há um consenso entre os comentaristas que a seção que começa no capítulo cinco de Romanos é uma transição entre Romanos 1.18—4.25 e Romanos 5.1—8.39. Ela é, portanto, o elo que liga o que vem antes e o que vem depois. Retrospectivamente, Romanos 5.1 mostra o fato do que seja a justificação em Cristo Jesus. Por outro lado, olhando prospectivamente, Romanos 5.1 também enxe…

LIÇÃO 4 OS BENEFÍCIOS DA JUSTIFICAÇÃO

Imagem
OS BENEFÍCIOS DA JUSTIFICAÇÃO
Ora, pode uma doutrina como a da Justificação pela Fé ter um benefício prático na vida do crente? Há alguma consequência concreta quando o crente toma a consciência de que foi justificado por Deus por intermédio da graça divina mediante a fé em Jesus?
Professor, é importante enfatizar aos alunos de que toda doutrina bíblica possui uma aplicação para vida. Doutrina não é apenas teoria; a doutrina visa amadurecer o crente a fim de que ele caminhe de maneira segura no processo de amadurecimento da fé no caminho de Cristo. Por isso, ao iniciar a aula desta semana, conforme a sua possibilidade, reproduza resumidamente os benefícios da doutrina da Justificação pela Fé com o objetivo de facilitar a reflexão em sala de aula:
Clik na imagem para visualizar melhor.

Graça, um Favor Imerecido.

Imagem
Romanos 3.21-26 Mas, agora, se manifestou, sem a lei, a justiça de Deus, tendo o testemunho da Lei e dos Profetas, isto é, a justiça de Deus pela fé em Jesus Cristo para todos e sobre todos os que creem; porque não há diferença. Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus, sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus, ao qual Deus propôs para propiciação pela fé no seu sangue, para demonstrar a sua justiça pela remissão dos pecados dantes cometidos, sob a paciência de Deus; para demonstração da sua justiça neste tempo presente, para que ele seja justo e justificador daquele que tem fé em Jesus. Declarado Inocente! "Mas, agora, se manifestou, sem a lei, a justiça de Deus, tendo o testemunho da Lei e dos Profetas” (3.21). Essa seção que começa em Romanos 3.21 e se estende até 4.25 apresenta o remédio do diagnóstico que Paulo tinha dado anteriormente para a questão do pecado em Romanos 1.18—3.20. Vimos que Paulo primeiramente apre…

SUBSÍDIO LIÇÃO 3/ 2ºTRIMESTRE 2016- JUSTIFICAÇÃO, SOMENTE PELA FÉ EM JESUS CRISTO

Imagem
Para explicar a doutrina da Justificação pela Fé, o apóstolo Paulo usa dois tipos de linguagem na carta: a do judiciário e a do sistema de sacrifício levítico. Como o apóstolo pretende convencer o seu público leitor, os judeus, bem como os gentios, que mais do que o observar o sistema de Lei como requisito para a salvação, Deus havia manifestado a sua graça justificadora lá no tempo da Antiga Aliança por intermédio do pai da fé, Abraão. Logo, o apóstolo afirmaria com todas as letras: "Portanto, é pela fé, para que seja segundo a graça, a fim de que a promessa seja firme a toda a posteridade, não somente à que é da lei, mas também à que é da fé de Abraão, o qual é pai de todos nós. [...] Pelo que isso lhe foi também imputado como justiça" (Rm 4.16,22). Desta forma o apóstolo argumentava ao judeu de que, pelo motivo do gentio ainda não ter a Lei, a condição do gentio em relação a Deus em nada é inferior ao do judeu. Em Jesus, pela fé mediante a Graça de Deus, o gentio é fil…